Artigo

Sec/Guaíba

Eleições municipais: Um novo rumo em suas mãos

Artigo de Ivone Simas, presidente do SEC Guaíba

Estamos a cerca de 15 dias das eleições municipais, momento em que, com alguns toques na tela, serão definidos os representantes políticos do executivo e legislativo municipal para os próximos quatro anos. Para quem acha que o dia 7 de outubro é um peso, porque é obrigado a votar, ainda dá tempo de avaliar sobre o significado da democracia. E, àquele que, em troca de um benefício pessoal, abriu mão da cidadania, ainda é possível refletir. O processo eleitoral precisa ser pensado coletivamente.

Qual o candidato está mais preparado para agir de acordo com os interesses de todos os segmentos do município?

Mas, não basta dirigir-se até as urnas de cabeça erguida pela conquista democrática do voto, nem bradar que tem liberdade de escolha, porque não precisa de favores políticos. Cada eleitor tem a obrigação moral de pesquisar a postura política, ética, profissional e o caráter do candidato escolhido. A eleição municipal é a que mais possibilita essa avaliação, já que os pretensos representantes estão próximos; moram na mesma cidade. Em princípio, a julgar por essa ótica, a margem de erro deveria ser menor.

Os candidatos a prefeito normalmente já têm uma trajetória política consolidada. É primordial avaliar as posturas de cada um ao longo do tempo. O mesmo vale para a vereança. Se o candidato nunca fez nada pelo município, por que mudaria seu modo de agir na câmara ou na prefeitura? Se o postulante à cadeira máxima do executivo pautou sua vida pelo crescimento profissional e material, assim continuará procedendo.

Exercer um cargo público requer preparo político, profissional, emocional, ilibada conduta e comprometimento com o crescimento da cidade e do campo. Ele precisará conhecer os trâmites políticos para conduzir os projetos em prol do bem maior; terá que saber sobre o andamento dos diferentes setores da sociedade; há de ter preparo para lidar com as adversidades do cargo e discernimento e caráter para vencer os assédios próprios do poder.

Diante dessas reflexões é necessário avaliar um por um, para decidir quem tem condições de nos representar por quatro anos. Pense!

Ivone Simas – presidente do SEC Guaíba

Enviar artigo para amigo(a)

Imagem de verificação

Outros artigos

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br