Artigo

OIT

OIT mira transformação no mundo do trabalho

Neco

A OIT aprovou importantes instrumentos normativos visando conciliar os interesses dos Governos, empregadores e trabalhadores

Agência especializada da ONU (Organização das Nações Unidas), a Organização Internacional do Trabalho – OIT, atua de forma tripartite e desenvolve uma importante labor na área legislativa internacional, desde 1919. A importância do organismo cresce na medida em que a proteção ao trabalho, a Organização Sindical e a defesa dos direitos dos trabalhadores se torna imperativa para o alcance da estabilidade social, num contexto de grandes turbulências econômicas, políticas e sociais em âmbito global.

Na busca do desenvolvimento com justiça social, a OIT aprovou importantes instrumentos normativos visando conciliar os interesses dos Governos, empregadores e trabalhadores, conferindo novo sentido à proteção do trabalho em nível mundial.

Nas convenções e recomendações da OIT estão contempladas importantes questões do mundo do trabalho, de modo a estabelecer um relativo equilíbrio nas relações capital - trabalho, compatibilizando o desenvolvimento econômico com a preservação dos direitos fundamentais reconhecidos aos trabalhadores.

Na globalização - que é outra revolução industrial, mais ampla e profunda - os trabalhadores precisam de um nível maior de proteção, levando em conta mais que o próprio bem-estar e o de sua família, mas também a necessidade de progresso econômico.

Após 91 anos de sua criação e em meio à turbulência da crise financeira, econômica e de emprego em nível mundial, os quatro pilares do Programa de Trabalho Decente da OIT – promoção do emprego, proteção social e diálogo social, além de direitos no trabalho – se apresentam como elementos básicos para uma recuperação sustentável.

A luta pela promoção e implementação do trabalho decente é considerada uma prioridade pela Força Sindical que tem contribuído substancialmente na unidade de ação com as demais Centrais Sindicais brasileiras para que o governo brasileiro implemente a agenda nacional do trabalho decente, e conseqüentemente trabalhar em conjunto com as demais organizações sindicais do continente para que os demais governos do hemisfério possam seguir o mesmo caminho.

A aplicação prática do conceito é fundamental para a superação da pobreza, redução das desigualdades sociais, garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável.  Trabalho adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade e segurança e capaz de garantir uma vida digna.

Trabalho digno e com qualidade é a meta dos trabalhadores de todo o mundo, sendo encampada pela Força Sindical e respaldada pela Organização Internacional do Trabalho, o maior centro mundial de recursos de informação, análise e orientação  sobre o mundo do trabalho.

Nilton Neco - Secretário de Relações Internacionais da Força Sindical, que participa da 100ª Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra, na Suíça, entre os dias 1° e 17 de Junho de 2011.

Enviar artigo para amigo(a)

Imagem de verificação

Outros artigos

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br