Notícias

5º Marcha em Brasília 02/12/2008 0:00

5º Marcha da Classe Trabalhadora começa amanha (3): Trabalhadores marcham por desenvolvimento contra a crise

As bandeiras de luta defendidas pelos trabalhadores nesta 5ª Marcha são: redução da jornada; fim do fator previdenciário; reforma agrária; trabalho decente; correção da Tabela do Imposto de Renda; redução dos juros e do superávit primário; ratificação das Convenções 151 e 158, da OIT; políticas públicas geradoras de emprego e renda e igualdade de remuneração entre homens e mulheres.

As Centrais Sindicais e milhares de trabalhadores e lideranças populares de todo o País reúnem-se amanhã (3), em Brasília, para a 5ª Marcha Nacional da Classe Trabalhadora, atividade que se tornou tradicional como coroamento das lutas sindicais do período e já trouxe importantes resultados e conquistas. Além disso, as Marchas vêm solidificando a cada ano a unidade de ação de todas a correntes do movimento sindical brasileiro.

Esse ano, comandados pelas Centrais, Confederação, Federações e Sindicatos, trabalhadores de todas as categorias econômicas, do campo e da cidade, ocupam a Capital Federal em defesa do emprego, da garantia de renda e contra os efeitos da crise financeira internacional com o lema “Desenvolvimento e Valorização do Trabalho”.

Pressão – Os manifestantes vão pressionar o governo e o Congresso a tomarem medidas para manter o emprego e o crescimento, que sofreram abalos nos últimos meses com empresas concedendo férias coletivas ou demitindo trabalhadores. “O País precisa de políticas e de medidas de contrapartidas sociais para a proteção dos trabalhadores e do povo”, afirma Paulo Pereira da Silva (Paulinho), presidente da Força Sindical.

Menos juros – “Queremos também uma nova forma de regulamentar o sistema financeiro, para impedir que os mesmos especuladores de sempre e os aventureiros continuem atrapalhando a vida daqueles que trabalham para viver e para transformar o Brasil naquele país com que todos sonhamos”, assinala o presidente da CUT, Artur Henrique.

As bandeiras de luta defendidas pelos trabalhadores nesta 5ª Marcha são: redução da jornada; fim do fator previdenciário; reforma agrária; trabalho decente; correção da Tabela do Imposto de Renda; redução dos juros e do superávit primário; ratificação das Convenções 151 e 158, da OIT; políticas públicas geradoras de emprego e renda e igualdade de remuneração entre homens e mulheres.

Mais informações nas páginas das Centrais na internet.

Agenda:

5ª Marcha da Classe Trabalhadora
Data: dia 3
Local de concentração: estacionamento do Estádio Mane Garrincha
Horário: 9 horas

Percurso estimado: caminhada do Estádio Mané Garrincha, passando pela Esplanada dos Ministérios e terminando no Congresso Nacional, onde será realizado um ato público.

Link alternativo: http://fsindical-rs.org.br/n/Xg

Versão desta notícia em PDF



Enviar notícia para amigo(a)

Imagem de verificação

Facebook

Notícias deste período

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br