Notícias

Centrais sindicais 18/08/2016 10:54

Centrais Sindicais expõem preocupações com relação aos dissídios coletivos ao MPT-RS

Diretor Claudio Correa representou a Central no encontro

Na manhã de quarta-feira (17), procuradores do MPT-RS (Ministério Público do Trabalho) receberam representantes das centrais sindicais para falar sobre os dissídios coletivos. Os dirigentes das centrais presentes (UGT, CUT, Nova Centra, Força Sindical e CTB), liderados por Guiomar Vidor, presidente da Fecosul e CTB-RS, foram recebidos pelo procurador-chefe Rogério Uzun Fleischmann e os procuradores Beatriz de Holleben Junqueira e Paulo Eduardo Pinto de Queiroz, que acompanham os dissídios dentro do MPT. Também esteve presente o diretor-técnico do Dieese, Ricardo Franzoi.

De modo geral, o encontro serviu para que os sindicalistas pudesses expor suas preocupações com relação ao cenário de negociações que, hoje, encontra-se ainda mais difícil, fruto da intransigência das entidades patronais, que se negam a oferecer o mínimo, isto é, corrigir os ganhos dos trabalhadores pela inflação oficial.

“Nos últimos anos, os empresários ganharam muito e repassaram pouco. Em 2016, mesmo com um momento econômico menos favorável, eles seguem ganhando e não querem repassar nem o mínimo aos trabalhadores. Essa atitude enfraquece o poder de compra do trabalhador e o mercado, isto é, também não é bom para a economia”, afirmou Vidor, que destacou a importância das centrais e o MPT organizarem uma força-tarefa para que esses conflitos possam ser melhor encaminhados.

O diretor-técnico do Dieese, Ricardo Franzoi, apresentou alguns dados econômicos sobre o período em questão e destacou que os empresários já fizeram o ajuste necessário das contas na folha, reduzindo em cerca de 15% os gastos com pessoal, realizando demissões e novas contratações por salários inferiores -  chamado rotatividade ou turnover, presente em todos os setores. Outro ajuste nas contas já feito pelo empresários, apontado por Franzoi, é o repasse da inflação aos preços dos produtos e serviços.

Os procuradores Beatriz e Queiroz, que acompanham as negociações, concordaram com os dirigentes sobre as dificuldades em fechar os acordos e pediram que os dados apresentados pelo Dieese fossem encaminhados a eles, a fim de que possam melhor elaborar contra-argumentos na hora dos encaminhamentos. Os procuradores ainda solicitaram maior atenção dos sindicatos na organização e encaminhamento dos documentos à justiça, para o melhor andamento dos processos.

Rogério Uzun Fleischmann, procurador-chefe do MPT-RS, avalia o encontro proposto pela CTB-RS como muito proveitoso. “O MPT, por vezes, é acusado de estar apenas dentro dos gabinetes, desconhecendo a realidade. Hoje, a gente pode ouvir a visão dos trabalhadores, representados pelas suas entidades. Também gostaríamos de ouvir a classe patronal, pois ambos – trabalhadores e empresários – dividem uma mesma realidade. E o MPT existe para entender essa realidade”, afirmou o procurador.

Texto e foto: Juliana Ramiro / Assessoria da Fecosul

Link alternativo: http://fsindical-rs.org.br/n/23C

Versão desta notícia em PDF




Tags:    força sindical   rs

Enviar notícia para amigo(a)

Imagem de verificação

Notícias relacionadas

Facebook

Notícias deste período

Sine oferece 69 novas vagas de emprego em Porto Alegre

IV Congresso encerra com eleição da nova diretoria da Fetracos-RS

Central apresenta programa de renovação da frota ao governador do RS

Grupos de Trabalho debatem ações para fortalecimento da Federação

Centrais promovem atos contra juros altos

Centrais Sindicais se reúnem com Senador Lasier Martins para barrar as reformas Trabalhista e Previdenciária

Campanha de divulgação aumenta em 349 mil os saques do programa PIS-PASEP

Sindec-POA convoca categoria para Assembleia da Campanha Salarial 2016

Estão abertas as inscrições para as vagas remanescentes do Fies

Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí negocia reposição salarial para trabalhadores da Mundial

Cepromec está com inscrições abertas para curso de Torneiro Fresador

Campanha do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí na TDK engloba reposição salarial e PPR

Vem aí o 4º Congresso Estadual da Fetracos-RS

Pente-fino nas perícias do INSS vai atingir 1/3 dos segurados no RS

Força Sindical-RS e Centrais protestam no “Dia Nacional de Luta”

“O Ministro do Trabalho não vai trair os trabalhadores”, afirma Nogueira em reunião com a Central

É essencial que reforma da Previdência seja votada até fim de 2017, diz Meirelles

Perícia do auxílio-doença deve começar em setembro

Sindi Metropolitano de Luto

Indicador de Emprego cresce em julho e vai a maior nível desde 2014, diz FGV

Ministro do Trabalho vai se reunir com as Centrais Sindicais em Porto Alegre

Centrais gaúchas farão ato público em 16 de agosto

Lei proíbe trabalho de gestantes em atividade perigosa

Multa de 10% por demissão sem justa causa não irá para conta do Tesouro

INSS poderá checar benefício por invalidez aos finais de semana

Mais notícias

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br