Notícias

FGTS 11/08/2017 11:08

Governo confirma divisão de lucro de R$ 7,28 bi do FGTS

Valor será distribuído proporcionalmente entre 88 milhões de trabalhadores

O governo anunciou nesta quinta-feira a divisão de mais R$ 7 bilhões do lucro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), como antecipou O GLOBO na edição de sábado. Segundo a Caixa Econômica Federal, serão partilhados R$ 7,28 bilhões. Isso representa a metade do lucro do fundo no ano passado. O valor será distribuído proporcionalmente entre 88 milhões de trabalhadores com contas ativas e inativas até 31 de dezembro de 2016.

A remuneração das contas será 1,93 ponto percentual a mais do que os 5,11% que rendeu o dinheiro no ano passado. Com isso, o rendimento para o trabalhador será de 7,14% no ano passado.

Quem sacou dinheiro de contas inativas também receberá o crédito equivalente por esses recursos.

A ideia de dividir o lucro do fundo já existia desde o ano passado. O governo aproveitou a medida provisória que permitiu o saque de contas inativas para definir uma política permanente que melhore a rentabilidade para os trabalhadores. A norma estipula que metade do lucro será repartida com os cotistas todos os anos.

Essa foi uma alternativa encontrada para aumentar a remuneração do FGTS. No início do governo Michel Temer, vários técnicos defendiam a melhora da rentabilidade. No entanto, houve resistência por causa da preocupação com os possíveis impactos no custo dos empréstimos para casa própria. A solução encontrada foi dividir o lucro com os cotistas.

O dinheiro não entra automaticamente na economia brasileira. Ele começar a circular apenas quando trabalhadores foram demitidos ou comprarem a casa própria.

A aplicação no FGTS ganhou da inflação no ano passado. Em 2016, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 6,28%.

— Depois de décadas, o FGTS vai ter um rendimento maior que a inflação. Isso demonstra a natureza do nosso governo: botar a economia nos trilhos e gerar emprego — disse o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ressaltou o fato de o rendimento do fundo ter passado a proteger o dinheiro do trabalhador da inflação. Durante a cerimônia, no Palácio do Planalto, ele frisou que o Brasil tomou medidas para sair crise. Ele aproveitou ainda a oportunidade para falar do principal tema do dia: a crise fiscal.

O governo anunciará uma nova meta para as contas públicas. Deve admitir publicamente, que não conseguirá manter o rombo em R$ 139 bilhões. Sem falar em meta disse que o governo tem apenas duas opções para chegar ao equilíbrio fiscal:

— Ou aumenta mais imposto ou toma mais recursos da sociedade aumentando o endividamento e os juros — disse o ministro. Meirelles não informou qual será a nova meta. Apenas disse que o governo está comprometido em recuperar o Brasil e, por isso, tem enviado medidas “corajosas” enviadas ao Congresso.

RENDIMENTO

O rendimento médio é de R$ 30 por trabalhador. Ele varia de acordo com o saldo que cada um tem na conta do FGTS.

A maioria dos cotistas receberá até R$ 10. Quase 181 milhões de contas terão aportes iguais ou menores que isso. Já quase 48 milhões de contas terão depósitos de até R$ 100. Apenas 16 milhões de trabalhadores terão um dividendo até R$ 1 mil.

Quanto maior o benefício, menor o número de beneficiados. Apenas 835 mil trabalhadores tem saldo suficiente para receber rendimentos que chegam a R$ 5 mil. E somente 24,6 mil pessoas terão um aporte acima desse valor.

O Globo

Link alternativo: http://fsindical-rs.org.br/n/28L

Versão desta notícia em PDF




Tags:    força sindical   rs

Enviar notícia para amigo(a)

Imagem de verificação

Notícias relacionadas

Facebook

Notícias deste período

Janot abre primeira ação no Supremo contra pontos da reforma trabalhista

Aposentados e pensionistas começam a receber primeira parcela do décimo terceiro

Publicada MP que libera saque do PIS/Pasep para idosos

Central promove palestra sobre desafios do Movimento Sindical com a Reforma Trabalhista

Assembleia dá a largada para Campanha Salarial dos Comerciários de Porto Alegre

Sinmgra participa do 4º Encontro Internacional de Montadoras

Quem recebe auxílio-doença tem até hoje para agendar nova perícia

Categoria unida com sindicato é mais forte!

Aprovado projeto que dá prioridade a professor para receber restituição do IRPF

Secretaria de Saúde da Força Sindical se reúne em São Paulo

Aposentado pode consultar 1ª parcela do 13º amanhã

Dia D oferece 175 vagas para trabalhadores com deficiência

Indústria instala 1,5 mil robôs por ano

Aposentados: 60 mil benefícios são cortados

Salário mínimo passará a ser de R$ 979 em 2018; diferença é de R$ 42

Rodoviários defendem manutenção do segundo tripulante no transporte coletivo

Governo retira projetos sobre transporte público

Especialistas dizem que reforma deve se dar na gestão dos recursos da Previdência

Saque das contas inativas do FGTS somaram R$ 44 bilhões

Termina neste sábado o prazo para segurado agendar perícia de revisão no INSS

GM anuncia investimento de R$ 1,4 bilhão em fábrica de Gravataí

Vereador Claudio Janta pede a retirada de projetos de Marchezan

Mudanças nos critérios para aposentadoria especial são criticadas em audiência pública

Produção industrial fica estável em junho ante maio, revela IBGE

INSS convoca milhares de segurados que não foram localizados para reavaliação de benefícios

Mais notícias

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br