Notícias

Piso regional 21/11/2016 13:53

Sindicalistas começam mobilização pelo salário-mínimo regional de 2017

Presidente em exercício da Força Sindical-RS, Marcelo Furtado ressalta que, neste ano, a entidade decidiu antecipar o debate sobre o tema

Com a convocação de diferentes frentes sindicais para um encontro as 10h desta segunda-feira, por parte da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), e da reunião da Força Sindical marcada para as 15h, o salário-mínimo regional entra, a partir de agora, na pauta de trabalhadores, empresários e deputados estaduais. Os dois encontros, realizados na Capital, devem culminar com uma reunião com o governo do Estado nos próximos dias, confirmou, na sexta-feira, a assessoria de comunicação da Secretaria do Trabalho.

O ano de crise e marcado por demissões tende a dificultar conquistas, mas o cenário pode contribuir para maiores negociações. Presidente em exercício da Força Sindical no Rio Grande do Sul, Marcelo Furtado ressalta que, neste ano, a entidade decidiu antecipar o debate sobre tema devido as dificuldades econômicas e também para evitar o longo processo registrado no ano passado.

"Sabemos que é um ano complicado para as empresas, assim como é para os trabalhadores, e vamos levar tudo isso em conta. É por essa razão que queremos conversar e mais cedo, já que há muita categoria que está fechando acordos abaixo da inflação. Mas prova de que há espaço para negociarmos é o recente acordo fechando pelos comerciários", avalia Furtado.

O sindicalista afirma que o setor do comércio aceitou fechar acordo sem ganho sobre a inflação, mas com pagamento em uma única vez, ante proposta patronal de apenas 80% de reposição de inflação e com parcelamento. Apesar de se posicionar contra o salário-mínimo regional, a Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul) pondera que as empresas estão driblando obstáculos para não fechar as portas, o que reduz as perspectivas de reajustes.

"Vamos ter que ter muito bom senso neste ano, mais do que em qualquer outro momento anterior. A realidade vai ter de ser mais contemplada para que ninguém saia perdendo ainda mais", diz Simone Leite, presidente da Federasul.

De acordo com documento encaminhado ao governo do Estado em outubro, as centrais sindicais reivindicam 10,65% de reajuste no salário-mínimo regional. O cálculo leva em conta a estimativa da inflação medida pelo INPC-IBGE mais a diferença do percentual obtido em 2016, que ficou abaixo da inflação, segundo a CTB. O mínimo foi criado em 2000, no Governo de Olívio Dutra (PT), e começou a vigorar em 2001.

Os valores do piso regional desde que está em vigor:

2001: R$ 230,00

2002: R$ 260,00

2003: R$ 312,00

2004: R$ 338,00

2005: R$ 374,67

2006: R$ 405,95

2007: R$ 430,23

2008: R$ 477,40

2009: R$ 511,29

2010: R$ 546,57

2011: R$ 610,00

2012: R$ 700,00

2013: R$ 770,00

2014: R$ 868,00

2015: R$ 1.006,88

2016: R$ 1.103,66

 

Jornal do Comércio

Link alternativo: http://fsindical-rs.org.br/n/24j

Versão desta notícia em PDF




Tags:    força sindical   rs

Enviar notícia para amigo(a)

Imagem de verificação

Notícias relacionadas

Facebook

Notícias deste período

Em Gravataí, seminário debaterá o futuro dos trabalhadores no Brasil

Centrais realizam atos e protestos em Porto Alegre por mais direitos e empregos

Programa de Consciência Cidadã nas escolas é sancionado em Porto Alegre

Comerciários de Porto Alegre encerram Campanha Salarial com reajuste de 100% do INPC

Central apoia protesto de estudantes contra cortes de investimento na educação

Central define roteiro de mobilizações para os dias 24 e 25 de novembro

Instituição Infantil recebe doações do Sindec-POA

Aposentados já podem consultar extrato de benefício

1º Fala Mulher reúne sindicalistas da Central

Secretaria Estadual da Mulher promove o 1º Fala Mulher

STF avalia incidência de contribuição previdenciária em verbas trabalhistas

Comerciários de São Gabriel comemoram seu dia em grandioso jantar baile

Comerciários de Porto Alegre aprovam previsão orçamentária 2017

Força Sindical prepara atos por direitos

Metalúrgicos de Gravataí garantem reajuste salarial de 9% até abril de 2017

Diretoria do SEC Guaíba é empossada e comemora 25 anos da entidade em festa com a categoria

Conselho Municipal do Idoso participa da Tribuna Popular

Sindicato de Gravataí realiza festa de integração para metalúrgicos e suas famílias

STIMMME promove integração metalúrgica em Guaporé

Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14

Receita libera na terça consulta ao penúltimo lote de restituições do IR 2016

Revisão de benefícios do INSS corre risco

Dignidade para aposentados e pensionistas

13º do INSS começa a ser pago no próximo dia 24

Mesmo prevista na CLT, a PLR deve constar em acordo coletivo

Mais notícias

Twitter

Jornais

Vídeos

8º Congresso da Força Sindical-RS

Confira os principais momentos do Congresso Estadual da Central

Outros vídeos

Campanhas






Quem somos

Sobre a Força Diretoria Atuação no Estado Metas Filiados

Secretarias

Juventude Meio ambiente Formação Sindical Saúde do trabalhador

Materias oficias

Álbum de fotos Vídeos Jornais Logotipos da Força Jingles

Publicações

Notícias Agenda Tweets Interativas Artigos

Comunicação

Fale conosco Informativo Canal RSS Como chegar Mapa do site

Campanhas

Fórum Social Mundial Faixa de Fronteira 2015 Bioma Pampa Posto de Saúde 24h Trabalho Decente
Força Sindical do Rio Grande do Sul
Cristovão Colombo, 203 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul, Brasil
CEP 90560-003 - Fone: (51) 3228.0098
contato@fsindical-rs.org.br